• Curta no Facebook!

 

 

Empresas Coligadas

 

 

 

Notícias

 

Diversidade e inclusão, o novo normal para o mercado segurador

15/9/2020 - Site www.sincor-es.com.br

Compartilhe:

 

Empresas mais plurais e democráticas, compatíveis com a diversidade da população e da força de trabalho

O Sonho Seguro promoveu o bate-papo “DIVE IN, diversidade e inclusão. Faça a sua parte” com Rafaela Barreda, diretora do Lloyd’s of London no Brasil, Mariangela Morenghi, executiva de marketing e comunicação da AIG, Rafael Ramos, líder de Diversidade e Inclusão na Chubb e Kaue Macedo, embaixador do Dive-In da Aon Brasil. O video do evento, organizado com o apoio da jornalista Adriana Aguilar, está disponível no canal do Sonho Seguro no YouTube.

O debate está apenas começando no Brasil. Nos dias 22, 23 e 24, várias seguradoras, corretoras e prestadores de serviços realizarão o DIVE-IN Brasil. Trata-se de um evento criado pelo Lloyd’s of London em 2015 com o intuito de promover uma linha estratégica para o setor de seguros ao promover debates para a conscientização de inclusão social e diversidade.

Com o passar dos anos, o evento cresceu em números de parceiros e também para outras cidades para incluir algumas das maiores companhias de seguros, corretores, subscritores e serviços associados do mundo. “Agora congrega 32 países, atraindo mais de 10 mil pessoas”, ressalta Rafaela Barreda, diretora do Lloyd’s of London no Brasil.

Kaue Macedo: “A empresa que não tem uma pauta de diversidade e inclusão acaba sendo menos bem vista pelos profissionais que vão ingressar no mercado de trabalho”

Macedo, da Aon, teve a oportunidade de participar do evento em Londres e contagiou outros executivos para que fosse possível realiza-lo também no Brasil. E conseguiu. A AIG, uma das patrocinadoras mundiais, bem como a Chubb, Willis entre outros passaram a apoiar diversas acoes, que agora vão muito além do evento. “Todos despertamos para a inclusão pois é uma temática que esta em nossa vida. Uns despertam mais cedo, outros mais tarde, mas todos despertam. Eu fui despertado quando participei da segunda edição do DIVE IN, em Londres, e me apaixonei pela temática de discutir o tema de diversidade e inclusão, sem barreiras das empresas. É um evento único, setorial e de total portas abertas. E deu certo. O evento cresceu e temos muitas ações que passaram a fazer parte do dia a dia do setor. Ainda é um primeiro passo, mas já é muito mais do que tínhamos anos atrás”.

A AIG, por exemplo, que participa pelo 4º ano consecutivo do DIVE IN Festival, tem cerca de 12 mil funcionários no mundo engajados em alguma discussão em um dos 147 grupos de diversidade (mulheres, LGBT, identidade racial, religião, gerações e geografias). “No Brasil, temos três grupos: Women@Work (WOW) Mulheres e Aliados, Diversitas LGBT e Aliados e DÆRC Diversidade Étnico-Racial Consciente”, conta Mariangela.

Segundo os participantes, o apoio dado pelas lideranças das empresas viabiliza uma série de ações realizadas dentro e fora do mercado segurador. O tema ganhou tanta relevância que em algumas companhias a área de diversidade e inclusão se reporta diretamente ao CEO e ao Conselho. São diferentes iniciativas de discussão e conscientização sobre equidade de gênero, desenvolvimento profissional mais igualitário para todos, conquistas e desafios da comunidade LGBTQ +, de pessoas com deficiência física e mental e da população negra, entre outras temáticas.

Dos 250 funcionários da AIG no Brasil, cerca de 20% (em torno de 50 pessoas) participam ativamente e de forma voluntária de algum grupo de diversidade no Brasil, citou Mariangela. Uma das iniciativas mais recentes é o treinamento sobre viés inconsciente a todos os funcionários AIG e também sobre microagressões no ambiente de trabalho.

Assista o vídeo e saiba mais sobre este tema tao crucial para que o mercado segurador cresça atraindo mais talentos e que possa ter mais criatividade para criar produtos para diferentes públicos. Rafael Ramos conta que a Chubb tem um modelo criado como uma governança, com os vice presidentes alinhados com as acoes. “O Brasil é se tornou referência na América Latina para a Chubb e isso nos traz muitos desafios. Neste ano lançamos o pilar de gerações e futuro do trabalho e vamos debater este tema nesta edição do DIVE-IN. É um tema muito relevante tanto para jovens como para pessoas com mais de 60 anos”, comemora.