Mídias Sociais

  • Curta no Facebook!
  • Siga-nos no Twitter!

 

 

Empresas Coligadas

 

 

 

Notícias

 

Detran-ES programa ações educativas no “Maio Amarelo”

2/5/2018 - www.es.gov.br

Compartilhe:

 

Durante todo este mês, o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES), como parte do Movimento ‘Maio Amarelo’, vai intensificar a programação de ações educativas com o objetivo de alertar a população capixaba para a necessidade da redução do número de acidentes e a adoção de comportamentos seguros no trânsito.

O Maio Amarelo é um alerta para mostrar a dimensão e o impacto que os acidentes têm no mundo e no Brasil. O tema deste ano, “Nós somos o trânsito”, definido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância de ter atitudes responsáveis no trânsito e como as escolhas individuais afetam o dia a dia de todos os cidadãos, chamando a sociedade para se envolver nas ações e estimular todos os condutores, pedestres e passageiros a optarem por um trânsito mais seguro.

A partir desta quarta-feira (02), a equipe de educação de trânsito do Detran|ES promoverá ações de conscientização para um trânsito mais seguro na Grande Vitória e em municípios do interior do Estado, como palestras em instituições de ensino e empresas, abordagens educativas nas ruas e em bares, atividades em shopping, seminários e uma simulação de acidente.

Década de Ação em Segurança no Trânsito x Maio Amarelo

Em Março de 2010, a Assembleia-Geral das Nações Unidas editou uma resolução definindo o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para Segurança no Trânsito”. O documento foi elaborado com base em um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) que contabilizou, em 2009, cerca de 1,3 milhão de mortes por acidente de trânsito em 178 países. E aproximadamente 50 milhões de pessoas que sobreviveram a acidentes tiveram sequelas.

Os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade; o segundo na faixa de 5 a 14 anos; e o terceiro, na faixa de 30 a 44 anos. Atualmente, esses acidentes representam um custo de US$ 518 bilhões por ano ou um percentual entre 1% e 3% do Produto Interno Bruto (PIB) de cada país.

No Brasil, em 2014, começou o “Movimento Maio Amarelo”, que luta pela redução de acidentes de trânsito.