Mídias Sociais

  • Curta no Facebook!
  • Siga-nos no Twitter!

 

 

Empresas Coligadas

 

 

 

Notícias

 

Um premio que se consolida

1/12/2017 - Antonio Penteado l Estadão

Compartilhe:

 

O Prêmio Fenacor (Federação Nacional dos Corretores de Seguros) de Jornalismo está se consolidando como o grande canal de premiação da imprensa pelo setor de seguros. No dia 22 passado aconteceu no Rio de Janeiro a escolha pela comissão julgadora dos três ganhadores de cada categoria. A única categoria que ficou aberta foi a de Corretor de Seguros porque a definição dos vencedores é a soma das notas dadas pela comissão julgadora com os votos dos corretores de seguros de todo o Brasil.

O anúncio dos vencedores e a entrega dos prêmios acontece no dia 29 de novembro, numa festa no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

O Prêmio Fenacor de Jornalismo está no seu segundo ano. A prova de seu amadurecimento e do reconhecimento de sua importância é que este ano foram inscritas mais de 700 matérias, sendo que foram selecionadas 60 – 10 em cada categoria – para serem avaliadas pela comissão julgadora, composta por profissionais de diferentes áreas para manter a imparcialidade e a independência.

Como membro da comissão, tive o privilégio de ler os trabalhos selecionados e fiquei impressionado com o alto nível das matérias. Qualquer uma das 60 finalistas poderia ser a vencedora de sua categoria. Ficou patente para a comissão julgadora a qualidade dos trabalhos inscritos, todos, jornalismo competente, honesto, bem feito e publicados ou levados ao ar pelas diferentes mídias em todo o território nacional.

O Prêmio Fenacor de Jornalismo se divide nas seguintes categorias: Mídia Impressa, Rádio, Televisão, Websites, Imprensa Especializada e Corretor de Seguros. Os 10 finalistas de cada categoria apresentaram qualidade, competência profissional, foco nos assuntos e abordaram temas importantes para o setor de seguros, para o corretor de seguros e, mais importante, para a sociedade.

A variedade dos assuntos ia de seguros para animais a um panorama do campo; da diferença entre seguro e cooperativas de risco à realidade dos seguros de transporte; das lições de grandes sinistros a produtos novos, ainda quase que desconhecidos do grande público; das noções fundamentais sobre seguros a como contratar melhor as apólices; etc.

Dentro deste grande espectro ficaram claras duas verdades: o seguro brasileiro está mais maduro e apto a cumprir com suas funções sociais e a imprensa em geral está compreendendo melhor o que é e como funciona o setor segurador brasileiro, como um todo e em detalhes e segmentos que passavam desapercebidos, mas que têm fundamental importância para o funcionamento harmonioso de toda a atividade.

Foi muito bom e prazeroso ver a qualidade dos trabalhos. Por isso mesmo posso garantir que a escolha dos vencedores não foi tarefa fácil. Numa determinada categoria, eu fiquei em dúvida entre 6 trabalhos para definir qual deveria ser o vencedor. E esta dúvida só foi resolvida no dia 22 passado, na reunião da comissão julgadora para a escolha dos vencedores de cada categoria.

E não fui apenas eu quem teve este tipo de aperto. Todos os outros integrantes da comissão tinham elogios a quase todas as matérias selecionadas, tornando o julgamento apertado e definido nos detalhes, de acordo com os critérios que pautaram as escolhas.

É muito bom ver um prêmio como esse. E melhor ainda participar da comissão julgadora que escolheu os 3 vencedores de cada categoria, exceto Corretor de Seguros, que, como já disse, tem uma forma de definição dos vencedores diferente, fruto da soma das notas dadas pelos jurados e dos votos diretos dos corretores de seguros que entraram no site da Fenacor para prestigiar e empurrar seus favoritos.

Aqui também merece destaque o número de corretores que votaram, bem mais elevado do que no ano passado, o que mostra a aceitação do prêmio pelos profissionais representados pela Fenacor.

A realização da edição 2017 do Prêmio Fenacor de Jornalismo foi um sucesso, sob qualquer ponto de vista. Os trabalhos inscritos foram de alta categoria, o interesse dos corretores de seguros pelo prêmio cresceu muito em relação a 2016, o aumento do número de matérias jornalísticas sobre seguros é uma realidade e a melhor compreensão do setor pela imprensa também.