Mídias Sociais

  • Curta no Facebook!
  • Siga-nos no Twitter!

 

 

Empresas Coligadas

 

 

 

Notícias

 

Aumenta pagamento de indenizações por mortes de trânsito no ES

29/11/2017 - Rádio CBN Vitória - Patrícia Scalzer

Compartilhe:

 

A moto foi o veículo com maior número de indenizações este ano. Apesar de representar apenas 27% da frota nacional, 74% dos acidentes com mortes foram provocados por motocicletas.

O número de indenizações por mortes no trânsito do Espírito Santo aumentou 27% em 2017. Entre janeiro e outubro do ano passado foram 599 indenizações por morte, já no mesmo período deste ano são 763 ocorrências. Segundo dados da Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT, a maioria das vítimas é homem (75%), com idade entre 18 a 34 anos (49%).

A moto foi o veículo com maior número de indenizações este ano. Apesar de representar apenas 27% da frota nacional, 74% dos acidentes com mortes foram provocados por motocicletas.

De acordo com o coordenador de atendimento DPVAT do Sindicato dos Corretores de Seguros e das Empresas Corretoras de Seguros do Espírito Santo (Sincor-ES), Ivo Tadeu Basílio, o maior número de pagamentos de indenizações este ano reflete o aumento das mortes nas estradas capixabas e também maior conhecimento sobre o direito às indenizações, já que o prazo para solicitar o benefício é de até três anos.

“Houve um aumento no número de acidentes no Espírito Santo, até por essas tragédias que vivemos nos últimos meses e também há a divulgação deste seguro. A procura está sendo bem maior que anos atrás. As pessoas estão sabendo desse direito e já pagam o DPVAT sabendo que podem recorrer a ele”, disse.

O Seguro DPVAT é pago anualmente por proprietários de veículos. Ele garante que toda pessoa que sofre um acidente, seja ela motorista, passageiro ou pedestre tenha direito a uma indenização por morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas, que pode chegar a R$ 13.500,00.

Entretanto, Ivo salienta que para o proprietário do veículo ter direito a indenização, o pagamento do seguro não pode estar atrasado. “Se a vítima é o proprietário do veículo ele tem que estar com o seguro em dia, nesse caso seria negado a indenização pelo seguro estar atrasado. Mesmo ele pagando atrasado a seguradora vai alegar que não houve pagamento dentro do tempo correto e vai negar a indenização”, frisou.

Em caso de atraso no pagamento do Seguro DPVAT a indenização só é negada para o proprietário do veículo. Passageiros e pedestres recebem os valores independente do atraso no pagamento. A solicitação do Seguro DPVAT é totalmente gratuita e pode ser feita no Sincor-ES.