Mídias Sociais

  • Curta no Facebook!
  • Siga-nos no Twitter!

 

 

Empresas Coligadas

 

 

 

Notícias

 

Como aproveitar a viagem sem dores de cabeça

29/11/2017 - Investe CE por Oswaldo Scaliotti

Compartilhe:

 

Pensar em segurança é fundamental quando se programa uma viagem, não importa o motivo – lazer ou negócios. Para isso, o viajante deve conhecer a diferença entre a assistência viagem e o seguro oferecido pelos cartões de crédito. Para detalhar as duas modalidades,  destaca os pontos que devem ser observados antes da contratação de um seguro pelo turista.

Seguro e Assistência viagem

– A seguradora assume todas as despesas dos atendimentos médicos e odontológicos realizados por meio de sua rede de prestadores credenciados pelo mundo.

– O seguro pode ser contratado para mais de um passageiro e o responsável pelo pagamento não precisa ser um dos segurados.

– As seguradoras oferecem seguro e assistência em planos com coberturas diversas, que incluem cancelamento da viagem por qualquer motivo, perda de bagagem, localização de bagagem, assistência odontológica, envio de médico ao quarto do hotel, se necessário, repatriação funerária e sanitária – caso o beneficiário sofra um acidente ou adoeça, a assistência se encarrega do retorno -, serviços de concierge e estadia do acompanhante em caso de enfermidade do titular.

Seguro viagem do cartão de crédito

– Garante a cobertura desde que a compra da passagem aérea internacional seja realizada por meio do cartão.

– A cobertura geralmente é exclusiva ao titular do cartão.

– A compensação ou ressarcimento dos seguros oferecidos habitualmente pelos cartões de crédito é feita pelo modo convencional de reembolso. O cliente deve pagar pelo atendimento médico com seu próprio dinheiro para depois solicitar o reembolso seguindo os procedimentos que envolvem a utilização de tabelas de preço dos serviços e outras regras necessárias para triagem, aprovação e ressarcimento.

Vale reforçar que muitos locais exigem que os turistas tenham um seguro ou assistência viagem antes de embarcar. Na Europa, por exemplo, por conta do “Tratado Schengen” alguns países exigem que os visitantes apresentem cobertura mínima de 30 mil euros para auxílio médico em caso de doenças ou acidentes.

A contratação do seguro viagem também é uma oportunidade para acumular pontos para sua próxima viagem.