Mídias Sociais

  • Curta no Facebook!
  • Siga-nos no Twitter!

 

 

Empresas Coligadas

 

 

 

Notícias

 

Sudeste vive epidemia de roubo de cargas

3/8/2017 - Cobertura

Compartilhe:

 

Empresário do ramo de seguros dá dicas sobre atividades que podem diminuir os impactos da falta de segurança

O Brasil vive uma crise intensa que se reflete na segurança. Hoje, o país vive uma forte epidemia de roubos de cargas, reflexo da conjuntura atual. Segundo dados divulgados pelo secretário de Segurança Pública, apenas no estado de São Paulo houve um crescimento de 23% desse tipo de crime nos primeiros seis meses deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado. Esse é o maior aumento registrado em um primeiro semestre deste 2004.

Segundo Salvador Franco, diretor da Visafran Corretora de Seguros, os produtos mais visados são eletrônicos, produtos alimentícios, produtos de higiene e limpeza, produtos químicos – entre os quais – os defensivos agrícolas. O Sudeste é o campeão de incidência de roubo, com destaque para o Rio de Janeiro que começa a perder forma no recebimento de cargas: nos cinco primeiros meses de 2017 foram mais de quatro mil roubos de carga no estado, 27 por dia. “Inclusive algumas seguradoras estão excluindo a cobertura securitária para as cargas destinadas ao estado do Rio de Janeiro e também para eventos de roubo ocorrido na cidade Carioca. Poucas seguradoras estão operando com o seguro de carga e essas estão selecionando muito os clientes e os tipos de mercadorias as serem transportadas”, afirma o empresário.

Dados da Firjan calculam um prejuízo de cerca de R$ 6.100.000.000,00. Só na carteira especial da Visafran, o índice de roubo aumentou em 25% sobre o ano de 2015, embora a empresa tenha tomado providências específicas para evitar golpes. Dentre as atividades, estão a implantação de gerenciamento de risco com regras mais rígidas, implantação de rastreadores acoplados com localizadores nas carretas, seleção mais rigorosa de motorista, controle de saída com rotas pré-determinadas.

“Tivemos no ano passado um grande número de eventos no nordeste. Para conseguir diminuir estes eventos e, como se trata de uma região com vários estados, fizemos um trabalho com a Policia Federal, Policia Rodoviária Federal e também com a delegacia especializada de roubo de carga do estado de Pernambuco. O resultado deste trabalho foi diminuição do número de roubo na região com a prisão de três quadrilhas especializada em roubo de carga e a prisão de 84 elementos”, conta Salvador Franco.

A Visafran tem maioria de clientes produtores de café e, por conta disso, a maior incidência de roubos se dá nos estados de Minas Gerais e São Paulo. A empresa conseguiu observar, porém, que no transporte de café em grãos o que mais acontece é o desvio praticado por motoristas. Em contrapartida, os estados com menor número de roubos são Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Paraná, Amazonas e Pará.